ZONA DE CONFORTO - Cepecaf

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

(16) 3209-7259 | (16) 99975-0502
Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

Blog

ZONA DE CONFORTO

Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

Acabei de ler um livro bastante interessante. É de uma autora nigeriana e conta a história de uma mulher que vivia sob a opressão de ser mulher na Nigéria da primeira metade do século XX; fala sobre os costumes tradicionais do interior do país, da colonização inglesa, do êxodo rural, da urbanização, da modernização e da mudança cultural então em curso. Quem tiver interesse sobre esses temas, recomendo, é um excelente livro. Mas o que ele tem a ver com zona de conforto? A princípio nada, mas podemos extrair algumas lições interessantes na vida de um dos personagens.

O marido da protagonista trabalhava como lavadeiro na propriedade de uma família inglesa. Seu trabalho era lavar as roupas da casa e ele fazia isso com alegria. Um belo dia, seu patrão anunciou aos empregados que a família voltaria para a Inglaterra, por causa da guerra, mas que logo deveria chegar outra família e que eles poderiam continuar morando por ali.

Mas o tempo passava e a nova família nunca chegava. O cozinheiro arrumou outro empregou e mudou-se, o auxiliar de cozinha também, e assim, um por um, todos os empregados foram embora, menos o lavadeiro. O lavadeiro sempre tinha esperança de que uma nova família inglesa iria chegar para morar ali e ele continuaria a lavar suas roupas como sempre. A necessidade de mudança o incomodava. Sua esposa não tinha a mesma certeza e sustentava a casa vendendo cigarros nas ruas e mercados da cidade.

Em outra parte do livro, anos depois e após muita luta da brava mulher, o lavadeiro aparece trabalhando como cortador de grama em uma ferrovia. Mas a sua mentalidade continuava a ser sempre a de encontrar, cultivar e viver em uma zona de conforto. Vejam essa passagem do livro:

“Em seu grupo eram cerca de doze; haviam inventado um jeito de trabalhar harmoniosamente em conjunto. Organizaram turnos, com um responsável por montar guarda, atento para a chegada do capataz. Os outros cortavam a grama num ritmo sossegado […] Justificavam sua lentidão assim: ‘Se a gente acabar todo o trabalho, o que nossos filhos irão fazer? De modo que é melhor pegar leve’”

Cultivamos aquilo que nos traz segurança. Ninguém conscientemente gosta de mudanças. Mas elas são necessárias, pois enquanto tudo evolui ao nosso redor, corremos o risco de ficar em um estado de autofagia. Às vezes as zonas de conforto são representadas por pequenos hábitos aos quais nos agarramos e que nos prendem, impedindo nossas vidas, trabalho e negócios de crescer e, assim, contribuir para a sociedade em que vivemos.

Nosso estado atual determina como será nosso estado futuro e reconhecer a existência de zonas de conforto e buscar eliminá-las é essencial para vivermos uma vida plena, aproveitando ao máximo todo o nosso potencial.

Você sabe qual é o seu potencial? Um passo importante para sairmos da zona de conforto é rejeitarmos a ideia de sermos pessoas com desempenho mediano. Todos podemos fazer melhor aquilo que já fazemos e descobrir mais sobre como aproveitar todo o nosso potencial. Outro passo a ser dado é identificar tudo o que não é importante, mas que rouba nosso tempo dia após dia. Podem ser hábitos ruins que cultivamos e que precisamos nos livrar deles. Podem também ser coisas boas, mas que nos impedem de chegar às melhores – o bom é inimigo do ótimo. Estabelecer prioridades e ter maior foco nas nossas atividades pode ajudar nesse processo.

O tempo passa, e as nossas zonas de conforto nos impedem de realizarmos sonhos e sermos pessoas mais felizes e comprometidas. É tempo rompermos com a mediocridade e vivermos vidas extraordinárias aproveitando todo o nosso potencial.

A propósito, o livro do qual falei se chama “As alegrias da maternidade” e a autora é Buchi Emecheta.

Gostou do texto? Curta!

O conteúdo foi útil? Compartilhe!

Compartilhe esse artigo

SOBRE O CEPECAF

O CEPECAF – Centro de Pesquisa e Capacitação da Empresa Familiar tem como propósito dar visibilidade a um tipo de organização de extrema importância econômica e relevância social em nível mundial: a empresa familiar.

O CEPECAF nasceu na FCAV-UNESP, campus Jaboticabal – SP, sob a coordenação geral da Profa. Dra. Lesley Carina do Lago Attadia Galli, docente e pesquisadora da instituição. Atualmente, o grupo vem ampliando sua abrangência, englobando estudantes e pesquisadores de outras universidades brasileiras e do exterior.

A presença do CEPECAF em uma plataforma digital é uma conquista muito importante na medida em que aproxima ainda mais o grupo da comunidade, por meio da articulação de diferentes mecanismos de comunicação e interação junto ao nosso público-alvo.

Certificado pelo CNPq, o CEPECAF realiza diversas de atividades de ensino, pesquisa e extensão, esperando contribuir de maneira efetiva para o desenvolvimento e sustentabilidade das empresas familiares.

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar


Endereço

UNESP
Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - FCAV - campus Jaboticabal
Departamento de Economia, Administração e Educação - DEAE

Telefone

(16) 3209-7259

(16) 99975-0502

Email

contato@cepecaf.com.br