O agronegócio e as empresas familiares - Cepecaf

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

(16) 3209-7259 | (16) 99975-0502
Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

Blog

O agronegócio e as empresas familiares

O agronegócio compreende todas as atividades relacionadas à produção agropecuária, somadas aos processos que ocorrem antes, dentro e depois da porteira. Aliado a isso, o agronegócio possui destaque na economia brasileira, com grande participação direta no PIB. Segundo a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil – CNA –, em 2020 a participação do agronegócio brasileiro no PIB obteve um crescimento em relação ao ano de 2019, alcançando uma participação de 26,6%. Esses dados demonstram a força que o agronegócio possui na economia brasileira (CNA, 2021).

Essa grande participação do PIB do agronegócio na economia brasileira está diretamente relacionada ao aumento de investimentos no setor, principalmente da esfera privada e, mais precisamente, relacionada aos grandes produtores, que possuem acesso mais facilitado às novas informações e tecnologias, resultando em uma maior produtividade.

Mas o importante é o destaque que deve ser dado às pequenas propriedades rurais em território brasileiro. Segundo o último Censo realizado pelo IBGE (2019), em 2017, o Brasil possuía cerca de 80% da área territorial ocupada por apenas 10% das propriedades rurais, enquanto 90% das propriedades rurais ocupavam cerca de apenas 20% do território. Esses números, que refletem a distribuição agrária brasileira, comprovam que a grande maioria dos produtos destinados à exportação (soja, milho, algodão, açúcar, etanol, etc.) é produzida por propriedades rurais com áreas superiores a 100 hectares[1], chamadas de latifúndios. Áreas menores a 100 hectares – minifúndios – são responsáveis pela produção, principalmente, de mandioca, feijão, leite, café, arroz, etc., que são produtos fundamentais para a alimentação do brasileiro.

Propriedades menores como as descritas acima, se enquadram na tipicidade de propriedades destinadas à agricultura familiar. Historicamente, a agricultura familiar é a verdadeira responsável pelo abastecimento de produtos nas casas dos brasileiros.

Devido à falta de incentivos e a dificuldade de acesso à informação e novas tecnologias, a produtividade dessas pequenas propriedades, de maneira geral, não tem alcançado resultados expressivos.

Como mencionado anteriormente, o acesso à informação e novas tecnologias tem melhorado o dia a dia das grandes propriedades destinadas à produção para o mercado externo, enquanto as propriedades responsáveis pelo abastecimento do mercado interno têm apresentado grandes dificuldades de desenvolvimento.

O que se sabe é que o agronegócio deve ser entendido como o conjunto de práticas relacionado à produção agrícola, pecuária, bem como todos os processos existentes nesse segmento. E a isso se incluem as propriedades familiares.

Não é aceitável que as propriedades responsáveis pelo abastecimento da alimentação do brasileiro passem por tantas dificuldades. É fundamental que novas formas de incentivo e, principalmente, de acesso à informação, sejam oferecidas a esses produtores.

Nesse sentido, algumas startups relacionadas ao agronegócio (AgTechs) têm surgido com o intuito de facilitar o entendimento, por parte dos produtores rurais, de técnicas de gestão. Somente com a informação de como devem ser desenvolvidas essas técnicas, de forma mais simples e fácil, é que essas propriedades poderão se desenvolver e melhorar a produtividade.

Startups, como a Aegro, tentam oferecer soluções para produtores rurais com um software de gestão agrícola. Dessa forma, a profissionalização no campo, principalmente em relação às pequenas empresas, parece ter sido iniciada.

O grande desafio é conseguir convencer esses pequenos produtores de que a gestão profissional no campo somente trará benefícios e valor agregado aos produtos, podendo aumentar a produtividade e alavancar os ganhos. Mas com a existência de uma resistência à mudanças por parte dos pequenos proprietários rurais, a máxima “sempre foi feito assim” fica cada vez mais aparente.

Algumas empresas familiares começam a entender a importância de uma gestão cada vez mais profissional e começam a apresentar algum destaque.

A esperança é de que, com esse sucesso, cada vez mais empresas aceitem a mudança e façam parte de um movimento para alavancar o crescimento da produtividade do agronegócio brasileiro, relacionado às pequenas propriedades familiares e, com isso, a população possa ser abastecida com quantidades suficientes de produtos, os produtores rurais fiquem satisfeitos com o resultado dos seus esforços e os preços dos produtos se enquadrem no bolso do consumidor.

Somente com boa gestão e profissionalismo é que empresas familiares relacionadas ao agronegócio conseguem crescer e, consequentemente, o Brasil, de forma organizada e sustentável, também crescerá.

 

REFERÊNCIAS

CNA, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. PIB do agronegócio alcança participação de 26,6% no PIB brasileiro em 2020. Mar/2021. Disponível em: <https://www.cnabrasil.org.br/assets/arquivos/boletins/sut.pib_dez_2020.9mar2021.pdf. Acesso em 05.11.2021, às 10h40.

IBGE. Censo Agropecuário 2017 – resultados definitivos. Rio de Janeiro: IBGE. 2019

[1] Hectare: medida agrária que corresponde a 10.000m2

 

 

 

 

Compartilhe esse artigo

SOBRE O CEPECAF

O CEPECAF – Centro de Pesquisa e Capacitação da Empresa Familiar tem como propósito dar visibilidade a um tipo de organização de extrema importância econômica e relevância social em nível mundial: a empresa familiar.

O CEPECAF nasceu na FCAV-UNESP, campus Jaboticabal – SP, sob a coordenação geral da Profa. Dra. Lesley Carina do Lago Attadia Galli, docente e pesquisadora da instituição. Atualmente, o grupo vem ampliando sua abrangência, englobando estudantes e pesquisadores de outras universidades brasileiras e do exterior.

A presença do CEPECAF em uma plataforma digital é uma conquista muito importante na medida em que aproxima ainda mais o grupo da comunidade, por meio da articulação de diferentes mecanismos de comunicação e interação junto ao nosso público-alvo.

Certificado pelo CNPq, o CEPECAF realiza diversas de atividades de ensino, pesquisa e extensão, esperando contribuir de maneira efetiva para o desenvolvimento e sustentabilidade das empresas familiares.

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar


    Endereço

    UNESP
    Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - FCAV - campus Jaboticabal
    Departamento de Economia, Administração e Educação - DEAE

    Telefone

    (16) 3209-7259

    (16) 99975-0502

    Email

    contato@cepecaf.com.br