Inovação em modelo de negócios de empresas familiares - Cepecaf

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

(16) 3209-7259 | (16) 99975-0502
Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar

Blog

Inovação em modelo de negócios de empresas familiares

A descontinuidade de empresas durante a pandemia da Covid-19 já chega aos milhões em todo o mundo. No Brasil, segundo dados divulgados pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), em torno de 600 mil empresas foram descontinuadas em dois anos de pandemia. Destas, estima-se que mais de 90% sejam familiares. Dentre as principais causas das falências destas empresas, estão: (i) perda de faturamento; (ii) falta de inovação no modelo de negócios; e (iii) letargia em transformação digital.

Como se vê, os desafios das empresas familiares são complexos e, portanto, dependem da profissionalização da gestão para que as lideranças sejam capazes de promover a tão necessária inovação do modelo de negócios. Além dos desafios da pandemia, empresas familiares enfrentam o rápido escalonamento de startups, o poder de compra das grandes redes oligopolistas, e os desafios da sustentabilidade.

Em especial, a COP-26 e a pressão para execução dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão demonstrando às empresas, e ao mundo, a necessidade de neutralização das emissões de CO2 até o fim da primeira metade deste século, a fim de se adaptarem e contribuírem para a mitigação dos efeitos das mudanças climáticas globais.

Se antes das mudanças climáticas as empresas desconheciam o seu peso ambiental, agora estão tendo a oportunidade de mudar o mindset e adotar modelos de negócios sustentáveis. Um notável modelo de negócios sustentável é o Triple Layered Business ModelCanvas (TLBMC)[1]. O TLBMC é uma metodologia de criação e captura de valor a partir das sustentabilidades ambiental, social e econômica de um negócio. Trata-se do “motor” de um negócio sustentável.

O TLBMC amplia o modelo de negócios original (econômico), adicionando duas camadas: uma camada ambiental, baseada na perspectiva do ciclo de vida de produtos e serviços, e uma camada social, baseada na perspectiva dos stakeholders. Cada camada, por sua vez, demanda o desdobramento de nove módulos estratégicos. No centro de cada camada e dos respectivos módulos estratégicos está a proposta de valor, que deve ser reconfigurada quantas vezes forem necessárias para que o negócio seja sustentável nos três níveis mencionados.

Contudo, a estruturação do Canvas em camadas da sustentabilidade não é suficiente para que uma empresa familiar consiga competir no chamado cenário VUCA (do inglês), que significa volátil, incerto, complexo e ambíguo. Portanto, a agilidade do modelo de negócios é fundamental para a empresa perseverar. Um exemplo de abordagem de modelo de negócios ágil é o Lean Startup, inspirado na filosofia LeanManufacturing, do Sistema Toyota de Produção. O método Lean Startup[2] geralmente está ligado a startups, mas pode ser adotado por qualquer empresa que queira eliminar os desperdícios de tempo e recursos, a fim de inovar continuamente por meio de ciclos de aprendizados rápidos.

O método Lean Startup é fundamentado no crescimento acelerado de um projeto ou negócio, por meio do ciclo Construir-Medir-Aprender. O princípio “construir” permite a transformação de ideias em inovações de produtos/serviços. O princípio “medir” permite testar, por meio de dados, a reação dos clientes frente a possíveis inovações. O princípio “aprender” permite pivotar (desconstruir e recomeçar) ou perseverar na inovação.

Por fim, não menos importante, é necessário adicionar a transformação digital às estratégias de sustentabilidade e de agilidade do modelo de negócios acima apresentado. Note-se que a transformação digital está forçando mudanças significativas nas empresas, por meio da adoção combinada de tecnologias da informação, computação, comunicação e conectividade. Empresas familiares de qualquer setor econômico devem estar atentas a inovações tecnológicas de alta performance, como big data, machinelearning, data analytics, business intelligence, cloudcomputing, blockchain, dentre outras emergentes. Significa assumir que empresas familiares devem ser ágeis, sustentáveis e adaptadas ao atual paradigma tecnológico para se manterem competitivas e sobreviverem.

 

[1]Joice, A.; Pasquin, R. L. (2016). The triple layered business model canvas: A tool to design moresustainable business models. Journal of Cleaner Production, 135.

[2]Ries, Eric.(2019) A Startup Enxuta. Ed. Sextante.

 

Gostou do texto? Curta!

O conteúdo foi útil? Compartilhe.

Compartilhe esse artigo

SOBRE O CEPECAF

O CEPECAF – Centro de Pesquisa e Capacitação da Empresa Familiar tem como propósito dar visibilidade a um tipo de organização de extrema importância econômica e relevância social em nível mundial: a empresa familiar.

O CEPECAF nasceu na FCAV-UNESP, campus Jaboticabal – SP, sob a coordenação geral da Profa. Dra. Lesley Carina do Lago Attadia Galli, docente e pesquisadora da instituição. Atualmente, o grupo vem ampliando sua abrangência, englobando estudantes e pesquisadores de outras universidades brasileiras e do exterior.

A presença do CEPECAF em uma plataforma digital é uma conquista muito importante na medida em que aproxima ainda mais o grupo da comunidade, por meio da articulação de diferentes mecanismos de comunicação e interação junto ao nosso público-alvo.

Certificado pelo CNPq, o CEPECAF realiza diversas de atividades de ensino, pesquisa e extensão, esperando contribuir de maneira efetiva para o desenvolvimento e sustentabilidade das empresas familiares.

Cepecaf - Centro de Pesquisa e Capacitação do Agronegócio Familiar


    Endereço

    UNESP
    Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias - FCAV - campus Jaboticabal
    Departamento de Economia, Administração e Educação - DEAE

    Telefone

    (16) 3209-7259

    (16) 99975-0502

    Email

    contato@cepecaf.com.br